terça-feira, 29 de novembro de 2016

Volte-se para outra janela

Boa tarde! Caros amigos, estava com saudade de todos.

A cada postagem me sinto realizada pois faz muito bem para mim postar mensagem de reflexão e otimismo, creio que para cada um que ler estas mensagem se sentiram mais leves, otimistas e felizes.

Ficam com DEUS! Tenham uma ótima semana.

Beijos!!



Resultado de imagem para imagem Volte-se para outra janela

Volte-se para outra janela


A menina debruçada na janela, trazia nos olhos grossas lágrimas e o peito oprimido pelo sentimento de dor causado pela morte do seu cão de estimação.

Com pesar, observava atenta o jardineiro a enterrar o corpo do amigo de tantas brincadeiras. A cada pá de terra jogada sobre o animal, sentia como se sua felicidade estivesse sendo soterrada também.

O avô que observava a neta, aproximou-se, envolveu-a num abraço e
falou-lhe com serenidade: Triste a cena, não é verdade?

A netinha ficou ainda mais triste e as lágrimas rolaram em abundância.

No entanto, o avô, que sinceramente desejava confortá-la, chamou-lhe a atenção para outra realidade. Tomou-a pela mão e a conduziu até uma janela opostamente localizada na ampla sala.

Abriu as cortinas e permitiu que ela visse o imenso jardim florido à sua frente,
e lhe perguntou carinhosamente: Está vendo aquele pé de rosas amarelas,
bem ali à frente?
Lembra que você me ajudou a plantá-lo? Foi num dia de sol como o de hoje,que nós dois o plantamos. Era apenas um pequeno galho cheio de espinhos, e hoje... veja como está lindo, carregado de flores perfumadas e botões como promessa de novas rosas...

A menina enxugou as lágrimas que ainda teimavam em permanecer em suas faces e abriu um largo sorriso, mostrando as abelhas que pousavam sobre as flores e as borboletas que faziam festa entre uma e outra, das tantas rosas de variados matizes, que enfeitavam o jardim.

O avô, satisfeito por tê-la ajudado a superar o momento de dor, falou-lhe com afeto:

Veja, minha filha, a vida nos oferece sempre várias janelas.
Quando a paisagem de uma delas nos causa tristeza, sem que possamos alterar-lhe o quadro, voltemo-nos para outra, e certamente nos depararemos com uma paisagem diferente.


Autor: Desconhecido


Turn to another window


The girl perched on the windowsill, eyes thick tears and overwhelmed by the feeling of chest pain caused by the death of his pet dog.

With regret, watched intently the gardener to bury the body of a friend of so many jokes. Every shovel of dirt thrown on the animal, felt as if her happiness was being buried, too.

The grandfather who watched her granddaughter, approached, engulfed her in a hug and
did you tell him calmly: sad, isn't it?

The granddaughter became even more sad and the tears rolled in abundance.

However, the grandfather, who sincerely wished to comfort her, called her attention to another reality. He took her by the hand and led her to a window opposite located in the large room.

Opened the curtains and allowed her to see the huge flower garden in front of you,
and asked him affectionately: see the foot of yellow roses,
well up ahead?
Remember that you helped me plant it? It was a sunny day like today, that we both planted. It was just a small branch full of thorns, and today ... look how beautiful, loaded with scented flowers and buttons as the promise of new roses.

The girl wiped away the tears that still insisted on staying in their faces and opened a broad smile, showing the bees landed on the flowers and butterflies that were party between one and another, of the many varied shades, roses that decorate the garden.

The grandfather, glad to have helped her to overcome the moment of pain, spoke to him with affection:

You see, my daughter, life offers several Windows.
When the landscape of one of them in grief, without which we can alter the picture, let us turn to another, and certainly in a different landscape confronts.

Author: Unknown

8 comentários:

  1. Sábio conselho!...
    Há sempre outras janelas... e muitas formas de ver/encarar a mesma realidade...
    Como sempre uma postagem adorável! Já tinha saudades de passar por aqui... mas o tempo nem sempre o permite...
    Mas já que aqui estou, vou espreitar alguns dos últimos posts, que andei perdendo!
    Beijos, Kelly!
    Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Ana, obrigada pela visita e pelas suas palavras sempre gentis.
      Seja sempre bem vinda!
      Beijinhos
      Kelly

      Excluir
  2. Ana achei linda a história, é verdade, temos muitas oportunidades
    de mudar o cenário da vida, bjs amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Zulmira, obrigada pela sua visita e participação.
      Beijinhos!!
      Kelly

      Excluir
  3. Como é bom olhar outra janela, novos horizontes, é bom demais

    Beijos!

    EsmaltadasdaPatyDomingues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paty! boa noite, que legal que gostou do texto, pois é sempre bom acreditarmos que temos sempre uma nova janela.
      Volte sempre! Beijinhos.
      Kelly

      Excluir
  4. Novas oportunidades, novos horizontes...Ruim ter uma mente estagnada!! Bjus no coração, Kelly!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lia, pelo carinho de sempre.
      Beijinhos!!
      Kelly

      Excluir